Chile & Mendoza

Descobrir o Chile e a Argentina é abrir um novo mundo de atrações: montanhas, vinhedos e a mais variada gastronomia..

1º Dia: Santiago do Chile

Recepção no aeroporto e traslado ao Hotel.

2º DIA: Santiago do Chile

A visita à cidade merece um passeio pelas áreas históricas, comerciais e residenciais; visitas aos pátios do Palácio do Governo "La Moneda", centro histórico com a Praça das Armas, a Catedral, o Correio Central e a Prefeitura. Visitaremos a principal avenida da cidade: " La Alameda", visita ao Parque Florestal, Morro San Cristóbal e o Bairro boêmio Bellavista.

Mais tarde novos bairros serão visitados: Santa Maria de Maquehue, Las Condes e Vitacura, todos eles misturados com setores da avançada arquitetura, como o Bairro El Golf.

3º Dia: Santiago do Chile

Saída do hotel para viajar até a precordilheira. Ingressaremos ao ¨Cânion do Maipo¨, zona campestre compreendida por uma mistura da paisagem de montanhas nevadas e pequenos vinhedos. Avançando pelo Vale, chegaremos numa das vinícolas mais reconhecidas no mundo; a Concha y Toro.

Visita ao parque e suas plantações, percorreremos os vinhedos para chegar a um lugar que guarda um dos segredos da vinha... "El Casillero del Diablo". Esta visita é acompanhada de uma degustação e a taça usada ficará como uma lembrança desta experiência.

4º Dia: Santiago do Chile

Saída do hotel para fazer a travessia dos Andes. Percorremos a beira do Rio Aconcágua, desfrutando depois dos Caracóis do Portillo com vista para a Lagoa do Inca e a estação de esqui Portillo. Após cruzar Libertadores e o Túnel internacional Cristo Redentor, chegaremos a Mendoza, Argentina.

Já, do lado argentino, será possível ver o Aconcágua, a imponente cume da montanha mais alta das Américas. Além disso, também será possível ver a Ponte do Inca. O circuito continua pela Cordilheira dos Andes até chegar à estação de esqui Penitentes. Daí, transitando a Rodovía Nacional Nº 7, ingressaremos na precordillera onde encontraremos o Vale de Potrerillos, onde a barragem é sem dúvida uma das construções mais lindas da cordilheira.

Finalmente, chegaremos à região vitivinícola de Luján de Cuyo, onde ficam as principais vinícolas produtoras do malbec. Após chegar à cidade de Mendoza, check in no Hotel.

5º Dia: City Tour & Vinícola

Este circuito turístico da cidade e arredores nos permitirá entrar em contato com uma moderna cidade, conhecida por suas árvores, suas calçadas largas e sua limpeza. Este percurso nos mostrará a história e a cultura de um povoado fundado por colonizadores há mais de quatro séculos.

Conheceremos a Alameda, a Área Fundacional, Centro Cívico com seus prados e jardins e entraremos ao Centenário Parque Gral. San Martín através de seus tradicionais portões, onde nos deleitaremos com suas obras escultóricas e através de um serpenteante caminho, ascenderemos ao Cerro da Glória onde se encontra o monumento à gesta libertadora de América. Já em descenso avistaremos o teatro grego Frank Romero Day, palco central da festa da Vindima. 

Visitar Mendoza e não conhecer uma vinícola é quase um pecado. Terminamos o passeio visitando uma vinícola de sua preferência que incluem degustações de 03 vinhos e passeio pelos vinhedos (Alta Vista, Kaiken, Renacer, Clos de Chacras, Norton, Nieto Senetiner ou Luigi Bosca).

6º Dia: Luján de Cuyo

09h00min -  Saída do Hotel. Visita e degustação na vinícola Pulenta Estate.

A vinícola é propriedade dos irmãos Hugo e Eduardo Pulenta. Situada em Alto Agrelo, Luján de Cuyo. Seus 300 hectares de vinhedos desfrutam do extraordinário clima da região, com grandes amplitudes térmicas, a 980 metros sobre o nível do mar.

Uma vinícola boutique, com pequena e bem cuidada produção, sob a marca da elegância. Os vinhedos se caracterizam por sua aptidão na produção de uma matéria prima de qualidade, para a obtenção de vinhos tintos com boa acidez, permitindo que os vinhos da Pulenta Estate sejam próprios para um envelhecimento mais prolongado.

11h00min -   Visita e degustação na vinícola Catena Zapata

Visitar a Catena Zapata é sonho de todo enófilo, enólogo, crítico de vinho, ou qualquer turista aficionado pela mágica bebida. A vinícola tem grande história e importância entre os vinhos mendoncinos. O trabalho pioneiro de Nicolas Catena, um dos mais astutos empresários na indústria de vinhos do país transformou a marca Catena em um moderno ícone da Argentina. Tal feito foi conseguido concentrando os esforços na qualidade, principalmente nos vinhedos, depois de identificar os micro-climas mais favoráveis para cada tipo de uva e seus respectivos clones.

Em 2001, foi inaugurada uma nova vinícola, inspirada na arquitetura Maia. Fica em La Pirâmide, no coração do vinhedo Uxmal. No imponente prédio estão as caves da bodega, que são um lugar incrível de visitar. Lá, pode se perceber o perfeccionismo da família Catena em todos os detalhes, além de se degustar vinhos fantásticos. 

13h00min -   Visita e Almoço na Chandon.

A Maison Moët & Chandon é uma das grandes produtoras de espumantes, fundada em 1743, e instalada na região de Champagne, na França. A vinícola integra o grupo LVMH – Louis Vuitton, Moet, Hennessy, o maior conglomerado de artigos de luxo do mundo, cujos valores centrais são: criatividade e inovação, qualidade e excelência.

A Chandon em Mendoza foi a primeira filial da Moet & Chandon fora da França. Conta com 1333 hectares de vinhedos próprios localizados na zona alta do Rio Mendoza e na zona do Vale de Uco. Sem dúvida, a Moët & Chandon sustenta a marca própria com apaixonada determinação e esforçar-se para ser o melhor.  Os espumantes elaborados pela Chandon refletem esta filosofia e convida a seus visitantes a ser parte dessa maravilhosa experiência.

16h30min -   Retorno ao Hotel.

7º Dia: Vale de Uco

08h30min -  Saída do Hotel. 

10h00min -  Visita e degustação na vinícola Salentein

Localizada no Valle de Uco, a vinícola Salentein foi a primeira a investir em plantações de uva na região.  Atualmente produzem 5 milhões de litros de vinho por ano e 50% da produção é exportada.

Além dos vinhos, destaque para a união de arquitetura e arte projetada no local. Todos os ambientes e fachadas surpreendem pela estética, além das exposições de arte instaladas na vinícola. O local em que os barris são armazenados está projetado de maneira circular, como um anfiteatro e no centro há uma rosa dos ventos, apontando para os pontos cardeais.

Os vinhos da Salentein provêm de três "fincas" (fazendas): El Portillo, La Pampa e San Pablo, situadas em altitudes e com solos e orientações diferentes. Eles tem se mostrado um dos mais confiáveis da Argentina no conceito de "vinhos reserva".

13h00min -   Visita e almoço na vinícola O.Fournier. 

Os vinhos de O. Fournier tem como característica a elegância e a pureza e o que os distingue é o terroir, esta entidade abstrata com fundamentos concretos no solo, clima e local. Parte dos vinhedos estão plantados no sistema argentino moderno e outra no espanhol, em que as vinhas saem em arbustos e se sustentam sem necessidade de fios.

A vinícola surpreende pela arquitetura, fantástica, premiadíssima, muito funcional e confortável. A vinícola é uma das melhores e mais conceituadas, com altas notas da Wine Spectator. A O’Fournier é considerada a maior especialista em Tempranillo na Argentina e, além disso, elabora vinhos cheios de estilo.

16h00min -   Retorno ao Hotel.

8º Dia: Mendoza

Em horário combinado, traslado ao aeroporto.